16 de out de 2011

Cultural Care e meu processo de inscrição

Eu e meus alunos do CNA, em 2008.
Depois de perder muito tempo - e dinheiro - com a Ideia Viagens e a Au Pair Care, decidi que não desistiria de ser Au Pair e procurei a Cultural Care, em Campinas.

No dia 27 de Junho, uma semana antes de completar 26 anos, liguei no escritório em Campinas e fui atendida pela Debora.

Expliquei a ela minha situação e falei sobre a idade. Segundo ela, o quanto antes eu ficasse online, melhor, pois quanto mais próximo dos 27 anos, maiores seriam as chances de o Consulado Americano negar o visto de Au Pair.

Ainda durante a ligação, ela fez o meu pré-cadastro, me enviou os dados para começar a preencher o application online e marcamos meu teste de inglês para o dia 29, uma quarta-feira.

Preenchi tudo o que era online em dois dias, e deixei o que era impresso para enviar pelo correio na semana seguinte (referências de trabalho com crianças e referências pessoais, acordo de participação, formulário médico, cópia do passaporte, cópia da CNH, cópia do certificado de conclusão do Ensino Médio, e atestado de antecedentes criminais).

Na quarta-feira, 29 de Junho, fui até o escritório em Campinas. A Debora me passou a palestra individual (uma apresentação sobre o programa), conversamos bastante sobre a experiência dela (ela foi Au Pair pela Cultural Care no passado, e hoje faz a seleção das meninas), tirei dúvidas e fiz o teste de Inglês.

O teste, na verdade, foi uma entrevista com ela mesma e foi muito tranquila. Ela me fez perguntas a respeito da minha decisão de ser au pair, sobre minha experiência, confirmou todos os dados do application - eu levei o mesmo impresso, para revisar - além de fazer perguntas específicas sobre as crianças, como o que eu faria em dias de chuva ou neve, se eu gosto de cozinhar, o que eu faria para ganhar a confiança das crianças, o que eu faria se elas não me respeitassem etc.

Depois disso, levei a semana seguinte para providenciar todo o material impresso. Fui atrás das minhas referências - e tive que contar toda a novela mais uma vez. O formulário médico foi preenchido por um Otorrino - e é claro que ele me enrolou, porque pelo plano de saúde eu pago um valor bem baixo nas consultas. Com tudo em mãos, enviei para Campinas por Sedex. Além disso, ajustei algumas informações no application online e montei meu álbum de fotos.

No dia 8 de Julho a Debora submeteu meu application online. No dia 15 eu recebi uma notificação de que estava inscrita. No dia 19 chegou meu login e senha para a Extranet. No dia 21 a Cultural Care me enviou os dados bancários para fazer o pagamento da inscrição (R$ 170), e eu o efetuei no dia 22.

E então começaram as notificações de famílias revisando meu application:

20 de Julho - Atlanta, GA
21 de Julho - Great Neck, NY
22 de Julho - Oceanside, NY
04 de Agosto - Raleigh, NC
09 de Agosto - Franklin Lakes, NJ
15 de Agosto - Fuquay Varina, NC
25 de Agosto - Franklin, MA
26 de Agosto - Hinsdale, IL
29 de Agosto - Chestnut Hill, MA
31 de Agosto - McLean, VA

Uma das famílias, a de Oceanside/NY, ficou com meu application por uns 10 dias. Entrei em contato com a Cultural Care e fui informada de que cada família tem um prazo de 15 dias para ficar com o application e decidir entrar em contato ou desistir. Se em 15 dias a família não se manifestar, o sistema tira da família o application da au pair automaticamente.

Enquanto as famílias ficavam com meu application, fiz meu vídeo de apresentação e subi no meu perfil, no dia 5 de Agosto. Se alguém tem curiosidade de ouvir a minha voz, e me ver falando em Inglês, a hora é agora:



A cada notificação, a espectativa era grande. Olhava meu perfil na Extranet todo dia, para ver se a família ainda estava lá. Olhava também o perfil das famílias, as fotos. Até que no dia 31 de Agosto, eu recebi um email.

Estava voltando do trabalho e, ainda dentro do ônibus, resolvi checar meus emails pelo celular. Vi que havia um com assunto "Possible host family" e mais uma notificação da Cultural Care sobre a família estar com meu perfil.

Fui logo abrindo o email da host family, sem olhar a notificação, muito menos o perfil da mesma. Era uma host mom super educada se apresentando. Havia uma foto em anexo, mas nem olhei naquele momento. Rapidamente respondi agradecendo o contato, e dizendo que mais tarde, depois de chegar em casa, eu responderia melhor o email dela. Em alguns minutos ela me respondeu de volta já sugerindo conversarmos por Skype no dia seguinte.

E é claro que os detalhes deste primeira contato ficarão para o próximo post! Vou finalizar este com algumas fotos que usei no meu álbum online, o qual as famílias tiveram acesso. ;)

Gabriel, filho de uma amiga.

Assistindo O Segredo dos Animais com os alunos do CNA, em 2008.

Minhas meninas do CNA, em 2008.

Monitores e alunos do Projeto Biblioteca Aberta, promovido pela Anhanguera Educacional, em 2007.

3 comentários:

  1. Oi Aline, estou aqui retribuindo a visita... Obrigada pela força... E boa sorte nessa nova etapa da sua vida... E tomara que aconteça comigo o que aconteceu com você... Deus sabe a hora e a maneira certa não é?!?
    Bjão

    ResponderExcluir
  2. Oi Aline,adorei seu video,voce editou sozinha? Qual programa usou?
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Patricia! Eu filmei tudo com o iPod e editei no iMovie, uma app de edição de vídeos para produtos da Apple. Obrigada! :)

      Excluir