19 de out de 2011

Sobre quando pedi demissão

Quando me inscrevi na Cultural Care, estava desempregada, mas procurando emprego. Afinal, no programa de Au Pair não dá para prever quando você vai viajar. Todo o processo pode levar 3, 5, 8 meses. Difícil determinar!

Uma semana antes do meu aniversário, no dia 27 de Junho, entrei em contato com a Cultural Care. Tudo corria bem quando, exatamente no meu aniversário, dia 6 de Julho, acordei com o celular tocando: era uma das pessoas do RH da Ci&T, me chamando para uma entrevista.

Aceitei na hora, claro! Me programei para ir à Campinas e por sorte meu irmão não teve aula no mestrado no dia da entrevista, 11 de Julho. Lá fomos nós para Campinas, procurar onde ficava o Pólis de Tecnologia.

Cheguei lá, conversei com as pessoas que fariam a entrevista e fiz três provas. Todo o processo levou aproximadamente 3 horas. Voltei a Limeira e aguardei o resultado. No dia 16 de Agosto recebi a proposta, e no dia 22 de Agosto comecei a trabalhar.

Work station.
A Ci&T é uma empresa indescritível. Só quem já fez parte, ou faz, sabe o que é viver a Ci&T. Aquilo não é só uma empresa. Ali você joga em um verdadeiro time de profissionais, e não tem tempo ruim nem nas horas a fio trabalhando duro!

Meu tempo lá foi bem curto. Quando entrei, decidi que não desistiria do intercâmbio, mas que deixaria o consulado decidir o meu destino, pois só poderia viajar com o visto em mãos. E assim foi feito! No dia 31 recebi o email da host mom e o restante da história já contei aqui.

No dia 26 de Setembro, dia da minha entrevista no consulado, pedi o dia com antecedência e não fui trabalhar. Na terça-feira voltei, tudo normal, mas queria esperar o passaporte chegar para então pedir a demissão. Aquela semana foi muito intensa. 

O passaporte chegou na semana seguinte, na terça-feira, e na quarta eu pedi minha demissão. Porém, não foi nada fácil!

Eu estava certa do que faria. Já estava decidido: pediria demissão e teria ainda duas semanas até o embarque para resolver todas as pendências. Pedir demissão é fácil, já fiz isso antes! Não na Ci&T...

Quando chamei meu Mentor e meu Support Master para conversar, o coração apertou. Em tão pouco tempo, aquele time já havia me acolhido, eu já fazia parte dele, todos os meninos ali me tratavam como se eu já estivesse ali há anos!

Contei para eles a minha trajetória, e disse que iria embora para realizar o meu sonho. O meu Support Master ficou sem palavras, pois fez o mesmo no passado. Me disse que ele era suspeito para palpitar, mas que ele me dava a maior força para ir. Mas eles também me contaram quais eram seus planos para mim dentro do time. Aí a balança pesou.

Eram duas oportunidades muito fortes, duas coisas que sempre almejei. O intercâmbio, e o emprego em uma grande empresa fazendo o que gosto. E agora, o que dizer? O que decidir?

Sabe quando você era criança, e diante de uma situação de escolha, você procurava o olhar de aprovação de sua mãe para lhe ajudar a decidir? Pois é.. Naquele momento eu desejei, mais do que nunca, que minha mãe pudesse estar ali para me ajudar. Eu estava sozinha, e só eu poderia decidir o que era melhor para mim.

Decidi pelo meu sonho. Eles me deram o maior apoio e me deixaram as portas abertas.

Come to the dark side!
Aos poucos os Mentores e Líberos foram contando aos demais sobre a minha saída, e com isso eles começaram a se interessar pelo intercâmbio e me fizeram dezenas de perguntas. Muitos lá já viajaram para diversos países, em férias, então estes também me encheram de dicas sobre viagens. Todos queriam saber um pouco, ou aconselhar um pouco. A minha última semana lá foi a melhor em toda a minha vida profissional!

Já sinto falta de todos eles, de todas as piadas - engraçadas ou não -, de todas as risada, de eles me chamando de "Bicudinha". Eles foram sensacionais! Todas as dúvidas que tive sobre o trabalho, eles tiveram muita paciência para me ensinar. 

No último dia, 11 de Outubro, antes de ir embora, deixei com eles o meu Darth Vader do McDonalds, que ficava em cima do meu gabinete (ou CPU, como queiram chamar), em cima da mesa. Assim terei certeza de que estarão bem protegidos! rs

Espero, de coração, que um dia eu possa voltar a fazer parte da Ci&T. Foi a melhor empresa por onde passei e, se eu tiver uma próxima chance, agarrarei com unhas e dentes a oportunidade de, novamente, estar jogando naquele time! ;)

5 comentários:

  1. Pedir demissão é fácil: o processo é impessoal, indolor. Mas quando nos apegamos à equipe, aos chefes e ao ambiente, torna-se algo extremamente pessoal, que tem coração e sentimentos no meio. Se estamos fazendo algo que gostamos, isso complica mais ainda. Já passei por isso umas 2 vezes e sei o quão é complicado.

    Mas você fez a escolha certa. Corra atrás do seu sonho e não deixe ele escapar pelos seus dedos.

    Fico muito feliz por tudo de bom que está acontecendo com você e desejo de coração que tudo ocorra bem e você não só realize, mas que também VIVA o sonho feito para e por você :)

    ResponderExcluir
  2. Você vai conseguir voltar para lá,com certeza!

    ResponderExcluir
  3. Ola! Gostaria de saber como são as provas na CI&t! Tenho uma entrevista lá, amanha! Muito obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria, não me lembro das provas ao certo, já faz pelo menos 4 anos que passei pelo processo seletivo. Entretanto a dica que eu posso te dar é se preparar para responder perguntas da área da vaga que você está concorrendo, e também para o inglês. Boa sorte!!! ;)

      Excluir
  4. Ola! Gostaria de saber como são as provas na CI&t! Tenho uma entrevista lá, amanha! Muito obrigada!

    ResponderExcluir