24 de nov de 2011

Um mês longe de casa!

Hoje é Thanksgiving e estava eu aqui tranquila na cozinha, passeando pelo Facebook e Twitter, enquanto a host family prepara tudo para o jantar. Já lavei toda a roupa das crianças e também já ajudei com o banho.

De repente me dei conta de que o tempo passou, ao ver posts Facebook das meninas que viajaram comigo. Todas comemorando um mês de USA!

Eu só completo um mês de USA amanhã porque tive problemas na minha conexão e passei um dia em Lima, Peru. Porém, hoje completo um mês fora de casa, de qualquer forma!

E o que aconteceu neste tempo? O que mudou? O que eu aprendi? Do que eu sinto falta?

Morar aqui sempre foi algo que eu quis muito. Eu já tinha em mente que não seria fácil e já vim preparada para as dificuldades. Só que as dificuldades ainda não aconteceram!

Eu tenho aqui uma host family maravilhosa! Minha host mom é super correta e segue todas as instruções do programa à risca. Se preocupa em dividir as 45 horas semanais certinhas, para que eu não trabalhe a mais. Mesmo assim, há semanas que trabalho algumas horas a menos, então quando ela me pede um favor, eu faço e não acho que ela esteja abusando.

Outro ponto muito legal é que ela se preocupa em fazer com que eu participe da rotina deles. Me convida para jantar, para sair com eles, mas sempre me dá a escolha de aceitar ou não, e nunca fica chateada se eu digo que prefiro ir a outro lugar ou ficar em casa.

Com menos de um mês aqui ela já confia em mim para usar o carro no meu tempo livre. Já fui a DC de noite e tudo o que ela me pediu foi para que eu lhe enviasse um SMS avisando quando chegasse lá e quando saísse de lá, para ela ter noção de quanto tempo eu levaria dirigindo e ela saber se estava tudo bem.

No final de semana passado fui para Boston e ela também teve o mesmo cuidado, ou até mais. No início da semana ela foi comigo até o aeroporto só para eu aprender o caminho e ver como funcionava o estacionamento, porque eu iria deixar o carro lá enquanto estivesse fora.

Muitas au pairs reclamam quando os hosts querem saber onde vão, com quem vão, se vão demorar etc. Eu venho de uma família cuidadosa, com pais que sempre fizeram questão de conhecer meus amigos e saber o que eu estava fazendo, portanto eu adoro esse cuidado que a minha host tem quando não estou trabalhando.

Costumo dizer que aqui é assim: quando estou trabalhando, ela é realmente minha chefe e faz todo o cronograma das atividades que tenho para fazer, apesar de eu administrar o meu tempo, mas quando estou de off, ela é bem mãezona e se preocupa em saber se estou bem, se quero usar o carro, se quero ficar com eles ou se tenho outros planos, coisas assim.

Isso não é porque ela é chata ou controladora. Acontece que agora ela é responsável por mim aqui. Se algo acontece comigo, imaginem o tamanho do problema que ela terá para resolver! Então, é bom mesmo saber de tudo o que está acontecendo. Eu faria o mesmo.

Quanto a mim, não tive realmente muita dificuldade em me adaptar. Experimento e gosto da maioria das comidas que eles fazem, já faço minhas comprar no mercado (a host compra para mim as comidas do dia-a-dia, e eu compro os "extras", como refrigerante), me viro com o idioma quando vou a algum lugar.

A única coisa aqui que eu ainda não me adaptei, ou ainda não criei uma rotina para mim, é com o fato de que eles não almoçam. Eles tomam café ao acordar e depois só sentam à mesa, e cozinham de verdade, no jantar. O almoço é sempre algo rápido, como um sanduíche ou um café. As crianças levam lanche para a escola, porque saem depois do meio dia - e cada um em um horário diferente - e por isso não precisam de almoço. Um dia ou outro eu cozinhei almoço para mim, mas ainda é estranho não ter um horário para isso.

Quanto às comprar e ao dinheiro, eu ainda estou naquela fase em que preciso de tudo! De pinça de sobrancelha a casaco de inverno! Já comprei algumas coisas básicas, mas ainda preciso de roupas para trabalhar - quero moletons - e sapatos "para sair" - estou só com tênis e uma bota.

Ainda não tenho muitos amigos e não sai de balada. Eu sempre fui bem caseira e no Brasil costumava sair muito sozinha. Aqui, por enquanto, não está sendo diferente. Como tenho o carro à minha disposição, não dependo da disponibilidade das outras au pairs para sair, e por isso acabo andando sozinha. Vou ao shopping, ao mercado, já fui em um show, e planejo um cinema para o próximo final de semana.

Mesmo ainda não tendo muitas amizades, procuro sempre conversar com duas meninas que estão mais próximas. Ainda não conseguimos sair juntas, mas já fizemos um playdate, em que as crianças ficam brincando enquanto as au pairs podem ficar juntas conversando.

Todo mês também tem o Au Pair Meeting, que é uma reunião cujo objetivo é fazer com que au pairs se conheçam e possam surgir amizades. O primeiro em que estive presente foi na Fire Station, ou Corpo de Bombeiros, e conheci algumas meninas. O próximo será Madame Tussauds, famoso museu de cera, em DC. Talvez as brasileiras não estejam presente, mas eu vou mesmo assim. Indo sozinha será uma ótima oportunidade para me enturmar com o pessoal dos outros países.

Quanto ao idioma, tanto a minha host quanto a mãe dela já me disserM que meu Inglês é realmente bom. Minha host até sugeriu que eu faça a prova para o TOEFL sem fazer curso antes, e use a bolsa de $500 para estudar algo diferente, e até relacionado à minha área.

Já tenho minha Social Security e minha conta bancária. Ainda neste mês providenciaremos a minha Driver License e também escolherei o curso que quero fazer, pois as aulas começam em janeiro.

Enfim, meu primeiro mês aqui foi muito bom! Não tenho motivos para reclamar, só para agradecer! ;)

3 comentários:

  1. Fico muito contente de ver que você está aproveitando seu tempo aí com pessoas boas, capazes de fazer você viver o que sempre quis: os EUA. Felicidades sempre, Aline :)

    ResponderExcluir
  2. Acho que depois desse um mês aí vc vai concordar que deveriam mudar o nome deste país para United States of Heaven! :P

    ResponderExcluir
  3. Gente? Um mês, já? Venho acompanhando seu processo aqui pelo blog... Como passou rápido! Muito rápido! Fico feliz que esteja feliz ai... É o que toda futura au pair gosta de ouvir. Que as atuais estão se dando bem *-*
    Desejo mais onze meses de pura felicidade pra você! E continue postando, não abandone seus leitores! rs

    ResponderExcluir