26 de abr de 2012

Seis meses, e uma contagem regressiva

Parece que foi ontem. Sai do meu quarto ainda terminando de me arrumar, carregando a mochila nas costas, sem olhar para trás. Não me despedi da minha casa com olhares marejados. Sai como alguém que voltaria em breve.

Deixei meu quarto como sempre foi. Fotos em volta do espelho, a cama arrumada, sapatos guardados embaixo da cama, e o laptop na escrivaninha. Simples, mas o meu canto. Só meu.

Seis meses se passaram. Muita coisa aconteceu. Diversos aspectos foram transformados, em mim. Mas uma única ideia ainda continua fixa: voltar para casa.

Não importa o que eu passe aqui. A minha casa sempre será meu lar. É lá onde eu deixei o meu coração quando sai pela porta. E é lá que vou pegá-lo de volta, um pouco mais apertado pela saudade, um pouco mais cheio de amor, um tanto mais completo por experiências.

Eu pensei que talvez pudesse mudar de ideia e querer ficar aqui por dois anos, mas a verdade é que meu inconsciente já tinha um objetivo traçado, pronto para me mostrar quando fosse o momento certo.

Um ano longe de casa é o suficiente para você ter certeza do que quer. Também é o suficiente para aprender, melhorar o idioma, viajar, conhecer gente nova, se apegar à sua nova família, comprar, consumir, e também sentir se o seu lugar é ali mesmo ou não.

Desconbri que não sei viver sozinha. Meu lugar é perto da minha família. Meu lugar é trabalhando atrás de um computador, fazendo a lógica se transformar em processo. Meu lugar é onde meu coração está.

Não me importam todos os problemas que o Brasil ainda carrega, e que dificilmente serão resolvidos. É de lá que eu sai e é para lá que eu vou voltar. Apesar de todos os pesares, é lá que eu cresci e é lá onde vou conseguir construir minha carreira.

Ficar no Brasil e não vir como Au Pair, era adiar meu sonho. Agora ficar aqui mais um ano e não voltar, é adiar em um ano a construção da minha carreira.

Vim, conheci, me adaptei, venci meus medos. Agora é hora de começar a me preparar para me re-adaptar a um lugar que sempre foi tão meu.

Sei de todas as dificuldades que vou passar na volta, assim como sabia de todas que encontraria quando chegasse aqui. Sei de tudo que deixarei aqui e que terei de conquistar aos poucos no Brasil. Entretanto, eu quero voltar, quero trabalhar novamente com desenvolvimento de sistemas, conhecer mais do meu país, estar perto de quem eu amo.

Uma vez me disseram que voltar para casa era andar para trás. Para mim, voltar para casa é sinal de que eu venci naquilo que almejava, e volto trazendo tudo que de bom eu conquistei. Voltar para casa é como voltar de férias, pronta para recomeçar a vida real.

Brasil, te vejo daqui seis meses! ;)

7 comentários:

  1. Oi Aline. Você escreve muito bem e eu adoro ler os seus posts, ainda mais sabendo que viemos de tão perto.
    Mas o motivo deste comentário é porque eu recebi um email de uma família de McLean - VA e eles me disseram que fica perto de Washington. Então, eu gostaria de saber se você sabe algo de lá, se é grande, se tem coisas para fazer, se você tem amigas lá. Eu procurei na internet mas não descobri muito sobre esses assuntos mas pelo que vi a localização é muito boa.
    São duas meninas, adolescentes na verdade, de 12 e 15 anos.
    Estou super nervosa pois é meu primeiro contato com uma família americana. Ah, você sabe como é, hehehehe.
    Qualquer informação irá ajudar.
    Um bjo.
    Se cuida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Monique!
      Eu moro em McLean, na verdade! hehe
      Fica sim pertinho de DC. De carro, uns 25 minutos. De metro, de 30 a 40. A estação mais próxima é a West Falls Church.
      Bom, se você quer morar numa vizinhança de filme, com muito verde e casas distantes, venha pra cá! hehehe
      McLean é bem tranquilo pra se morar, mas não tem vida noturna. Se você gosta de sair, tem que ir pra DC porque aqui as coisas fecham, no máximo, às 11pm. O mall fecha às 7:30 no domingo.
      Eu adoro morar aqui, mas minha host family vai mudar pra Ashburn, perto de Leesburg e Reston, direção contrária a DC. Tô com aperto no peito de deixar McLean, confesso!

      Excluir
  2. Ahhhh eu jurava que você morava em outra cidade e fico triste em saber que você vai embora. Fiquei tão feliz quando disse que morava ai =[
    Enfim, ainda não fechei com a família. Não posso dizer que não tenho esperanças porque ela conversou bastante comigo e até pediu para a outra au pair deles (que também era brasileira)me passar todas as informações sobre eles para eu ficar mais segura.
    Agora só me resta esperar. Seria ótimo fechar com eles.
    Mas me diz, você vai ficar muito longe????? heehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vou morar em Ashburn, uns 30 minutos daqui.
      É perto do aeroporto internacional, o Dulles. Porém, tenho amigas aqui em McLean, então provavelmente vou voltar pra cá pelo menos um fds sim outro não.
      E, claro, adoro ir pra DC! Se você morar por aqui, a gente combina de se ver! =)

      Excluir
  3. É uma pena que vá. Mas se der certo adorarei sim nos encontrar. Nada como uma moradora local para nos ajudar, hahaha.
    =]

    ResponderExcluir
  4. Ana (ana8941@hotmail.com28 de abril de 2012 16:23

    Aline, como é bom ter pessoas que fazem um blog contando passo a passo essa "saga au pair" hahah...
    Tive vontade de fazer au pair alguns anos atrás, mas no mesmo ano consegui passar na unesp e fiquei. Porém, quero trancar minha faculdade no meio do terceiro ano e ficar um ano nos EUA. Espero que eu não esteja fazendo algo tão louco quanto parece...
    Encontrei seu blog porque estava procurando algo sobre "qual é a melhor agência" (esse é o meu maior medo...).
    A única coisa que me bloqueia e me deixa insegura é o inglês. Mas tentarei trabalha-lo loucamente no próximo ano, para que no segundo semestre de 2013 eu consiga embarcar linda para os EUA. HAHAHA

    Parabéns pelo blog, e obrigada pela ajuda que proporciona para nós, futuras au pairs!!!

    ResponderExcluir
  5. Oláá ;DD
    muito bom seu blog já estou lendo de cabo a rabo... já tinha ele adicionado e tinha lido algumas coisas mas não sabia quem você era! ô mundo pequeno! iuahuiahuaihauiha

    Beijinhoss continue postando pra gente :D

    ResponderExcluir