27 de set de 2012

E então onze meses se passaram

Hoje tive um insight. Daqueles que me deixam muda, olhando para o nada, de boca aberta, tentando digerir meus próprios pensamentos. Ter pego aquele voo, no dia 23 de Outubro de 2011, foi como apertar o botão de start de um jogo o qual nem eu mesma sabia como terminaria. Se é que terminaria...

Em um minuto éramos eu e minha família nos despedindo. No instante seguinte, éramos seis meninas frente ao portão de embarque, ansiosas, com vidas tão distintas, mas com o mesmo objetivo. Algumas horas depois, era eu, sozinha, em um quarto de hotel qualquer, em Lima/Peru. Horas à frente, éramos eu e mais um Brasileiro, rumo ao treinamento, com um dia de atraso. Durante uma semana, éramos dezenas de intercambistas, vindos de muitos países diferentes, aguardando pelo dia em que nossa vida como Au Pair começaria, ao sermos entregues às nossas host families.

Hoje, onze meses depois, todos nós estamos quase chegando ao final de um mesmo ciclo, mas cada um de uma maneira diferente. Temos histórias distintas para contar. Fomos surpreendidos diversas vezes pelo destino. Construímos, cada um, uma nova vida.

Neste meu primeiro ano, muita coisa me aconteceu. Foi um processo de transição, pelo qual eu nunca havia passado. Aqui, me tornei "filha" de pais separados. Ganhei três irmão mais novos, e estamos, juntos, ganhando um padrasto. Mudamos de casa, de escola, de rotnia. Aprendi a ser forte como um pai, e doce como uma mãe, sem ter meus próprios filhos. Me descobri uma ótima cozinheira, diga-se de passagem. Vi a mais velha ter sua primeira espinha. Estou acompanhando o pequeno na perda do seu primeiro dente. Incentivei a mais nova a deixar de roer as unhas, o que lhe fez ganhar Thorn, o lagarto de estimação.

Por algum motivo, que nem eu sei qual é, hoje eu resolvi olhar um pouco para o que se tornou a vida de cada Brasileiro que veio comigo. Uma, decidiu voltar no final do primeiro ano. Outro, está se mudando para NY e vai deixar de ser Au Pair. Outra, está grávida. As demais estão estendendo para o segundo ano, assim como eu.

Fiquei impressionada ao perceber como um mesmo começo nos reservou finais tão diferentes. Será que tínhamos ideia do que aconteceria com a gente? Será que cada um de nós está seguindo aquilo que tínhamos em mente antes de sairmos do Brasil? Ou será que todos nós fomos surpreendidos no meio do caminho?

Eu me sinto feliz ao olhar para tudo o que me aconteceu neste ano, e para o que sou hoje. Espero que cada um deles também tenha este mesmo sentimento, e que estejam todos realizados com as escolhas que fizeram.

E agora, o que mais nos espera? :)

4 comentários:

  1. Adorei teu post. Estou me preparando para encarar o programa de Au Pair no próximo ano e sempre penso disso... O que será que irá acontecer? A vida sempre nos traz surpresas, espero que a maioria das minhas sejam boas, assim como as tuas foram! :)
    Boa sorte no teu próximo ano! Quem sabe não nos encontramos por aí?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoraria encontrar por aqui mais meninas que chegaram até mim pelo blog! Uma das "leitoras" hoje é minha amiga aqui! hehe
      Muito boa sorte no seu processo! =)

      Excluir
  2. Oi, to adorando o seu blog. Descobri ele ainda hoje procurando blogs de au pairs. Comecei o processo e fiz um blog diário pra postar tudo o que to descobrindo e cada coisinha que ta acontecendo. Passarei sempre aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Rafinha!
      Muito boa sorte na sua jornada! =)

      Excluir