30 de set de 2012

Pensamentos de fim de noite...

Um dia você decide prestar mais atenção em seu coração, e percebe que ele se transformou em um personagem complexo. Para entendê-lo, não se deve olhar somente a superfície. É necessário ter paciência e coragem para ir fundo, pouco a pouco.

Ele é seu, e tão somente seu, que você o conhece por completo, canto a canto, como ninguém. Você sabe onde estão todas as feridas, cada uma delas. Só você é capaz de enxergar aquelas que já foram curadas, e aquelas que se tornaram cicatrizes. Ninguém melhor que você sabe quanto espaço ainda sobra para ser preenchido.

Aqueles que lhe amam, verdadeiramente, também conhecem este seu personagem. Talvez não tão detalhadamente quanto você, mas são estes os que sabem ser pacientes e nunca lhe deixam, quando o seu coração se vê diante de uma dúvida, uma dor, uma decisão, uma felicidade...

Somente estes sabem compreender cada estágio do seu coração, quando você se vê frente a tantas mudanças e adaptações na sua vida. Estes são capazes de, em um olhar, lhe dizerem que tudo vai ficar bem. Eles não precisam sequer se esforçarem para lhe mostrarem que estão ao seu lado. Eles simplesmente estão, e você sabe exatamente quem são.

De repente você também se dá conta de que aqueles que um dia machucaram seu coração são os mesmos que nunca foram pacientes o suficiente para irem além da superfície. Talvez por medo, ou talvez por estarem ocupados demais. O fato é que todo coração merece dedicação, e somente aqueles que o fizeram pelo seu próprio personagem, estão aptos a acolherem corações alheios, entregando a cada um a atenção que merecem.

Este personagem, o qual segue vivendo em sua batida compassada, é digno de ser carregado com as duas mãos, em forma de concha, e ser aconchegado próximo ao peito, para que receba calor na medida certa, e desfrute do conforto almejado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário