11 de set de 2012

Sobre adquirir hábitos Americanos

Ontem fui ao mercado, à noite, só para comprar chocolate para mim, e algumas poucas coisas para a casa. Estava "vestida de au pair", afinal havia acabado de trabalhar e de jantar, ainda não havia ido ao meu quarto tomar banho, descansar, bla bla bla... Saí como estava, com o cabelo preso em um coque desajeitado. Cheguei a postar esta foto no Instagram, com a mesma legenda:

Você percebe que "americanizou" quando:
está em casa com o cabelo assim e sai pra ir ao mercado do mesmo jeito.

Os Brasileiros que moram (ou moraram) aqui entenderam. Os que moram no Brasil, nem tanto. Quem saiu do interior de SP e foi para a capital, também entendeu.

Quando você sai de uma cidade bastante conservadora, você estranha muito a forma como as pessoas se comportam aqui nos EUA. Aliás, sair do interior e ir para São Paulo já é um grande choque cultural, porque lá as pessoas têm um perfil mais liberal, não se importam muito como serão vistas, e muito menos como as outras pessoas se vestem. Só não descobri ainda se em São Paulo as pessoas também vão ao Walmart vestindo pijamas e Crocs!

Eu sempre fui muito tímida. Nunca usei mini saia, nunca sai de casa com o cabelo bagunçado, nunca fui a um barzinho sem estar bem maquiada e bem vestida. Cheguei a ser mal atendida em loja "chique" porque não estava de salto alto. Tudo isso, lá no Brasil. Aqui, a vida ficou muito mais simples e tudo mudou!

A minha intenção, quando postei a foto, era mostrar que o tempo faz com que você se acostume com o que acontece aqui, a ponto de tornar isso parte de você também, pelo simples motivo de que você entende que ninguém julga ninguém, e todo mundo se sente bem sendo o que realmente é!

Era muito estranho comer pizza com as mãos, por exemplo. Hoje já acho isso tão prático! Chegar no restaurante Chinês e pedir garfo e faca não é motivo para as pessoas te olharem torto. Na minha cidade natal, por exemplo, isso provavelmente causaria uma reação do tipo "nossa, como assim ela vai a um restaurante Chinês e nem sabe usar chopsticks?" Não sei usar mesmo, ué! E qual é o problema? Vou deixar de comer por isso? Ir ao mercado vestindo calça jeans e Havaianas poderia ser visto como outra heresia, na minha cidade. Aqui, o pessoal sai de calça de moletom, chinelo, blusa de frio (três números maior que o manequim da pessoa), cabelo de qualquer jeito, e ninguém fica olhando com expressão de estranheza.

Não estou aqui querendo dizer que os Americanos estão certos, e que precisamos ser relaxados e deixar de cuidar de nós mesmos, até porque é lógico que eu me arrumo para sair nas noites do final de semana (e não dispenso a mini saia). O fato é que a vida fica tão mais simples quando você se vê livre de julgamentos, que você passa a sentir-se bem com aquilo que você é de verdade. Você perde o receio de mostrar quem você é. Você não muda, só coloca para fora aquilo que ficava escondido porque tinha medo dos dedos apontados em sua direção.

Esta é a melhor parte da adaptação ao estilo de vida do lado de cá. E isso me faz tão bem!

7 comentários:

  1. Londrina deve ser uma cidade bem liberal mesmo, porque essas coisas que você descreve como "hábitos americanos" sempre foram muito comuns por aqui. Talvez tenha a ver com o fato da cidade ser basicamente universitária. Jeans e havaianas são quase traje de sair, hahahaha. Ou talvez sou eu, que nunca me importei muito com o que as pessoas vão pensar. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Limeira, onde eu morava, é uma cidade onde as pessoas dão muito valor ao visual. Aliás, um dos comentários nesta foto, no Facebook, vindo de um amigo de lá, foi que eu estou com cara de "dona de casa". Eu ainda brinquei que é cara de "estava de boa em casa e resolvi sair pra comprar chocolate".

      Eu acredito que há muitas outras cidades no Brasil onde as pessoas não se importam com a forma que os outros se vestem. Na minha cidade, infelizmente isso não acontece. Lá somos julgados o tempo todo pelo visual. Uma pena! =)

      Excluir
  2. Eu moro em Petrópolis e tô de mudança pra Londres.
    Depois de passar alguns meses na Inglaterra há alguns anos, vi como era bom sair de casa sem se preocupar com determinadas coisas. O pessoal na Europa também não está nem aí se você sai de casa de moletom ou não. Já aqui em Petrópolis, ir ao mercado de Havaianas parece crime.
    Em Londres, vi até uns meninos de visual Punk trabalhando no metrô. Quando que vamos ver isso no Brasil? Se a pessoa vai a uma entrevista de emprego um um mínimo piercing na orelha já é mal vista.
    Enfim, são culturas e culturas mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A única vez que precisei ir à ER, aqui nos EUA, por causa de uma dor de garganta, fui atendida por uma médica a qual tinha os dois braços cobertos por tatuagens, e alargadores nas duas orelhas. Além dela, outros enferimeiros também eram tatuados. Eu achei tudo aquilo o máximo! Questão de cultura mesmo. =)

      Excluir
  3. Nuss, aqui em São José dos Campos, também é super de boa havaianas e talz . mais a pizza com as mãos só em casa msm. rsrsr. Tenho um amigo de Volta Redonda q veio morar em SJC ele sempre fala q quando vai visitar a cidade dele todos ficam obs pq ele se torno "relaxado" .. rsrsr. Mais é assim CULTURAS diferentes . =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou ter que tomar cuidado pra não comer pizza com as mãos quando for em pizzaria no Brasil! lol
      Se bem que... vamos concordar que pizza daqui não é igual à do Brasil. Aqui não é lotada de recheio e a massa não é tão boa quanto à Brasileira. Dependendo da pizza no Brasil, não dá pra comer com a mão porque cai tudo! hahaha =P

      Excluir
    2. Isso é verdade . falando assim acho q vou sentir falta da pizza brasileira .. =) kkk

      Excluir