24 de mar de 2012

NY #3 - Top of the Rock

Continuando o tour por NY, hoje vou falar sobre o Top of The Rock, ou seja, o topo do Rockefeller Center, de onde os visitantes conseguem ver toda NY. É lindo!

Foto tirada logo ao entrar no observatório. Pagamos $ 45 por 3 cópias. Vale a lembrança!
Na verdade, essa foi a segunda vez que subimos lá, mas agora com mais tempo. Toda Au Pair que compra o tour por NY, que acontece na semana de treinamento, também tem a opção de comprar o ticket para o Top of the Rock. No nosso caso, nosas host families nos deram tanto o tour, quanto este ticket. No meu caso, foi um desastre! Choveu o dia todo e não aproveitei nada do tour. Elas também não tiveram uma experiência tão melhor que a minha, porque é muito corrido, muito mesmo! Subir no Top of the Rock dura coisa de 10 minutos e você volta correndo pra andar um pouco por conta em NY.

Quando decidimos ir para NY, uma das coisas que queríamos fazer era ver o pôr do sol lá do topo do Rokefeller Center. Compramos o ticket comum ($ 25) online, no site do Top of the Rock, para as 17:00, porque você pode entrar lá e ficar. Não vale a pena pagar mais caro pelo ticket para o pôr do sol, porque não tem nada de diferente.

O elevador que te leva ao 67th andar é uma atração à parte! O topo é transparente e, enquanto o elevador sobre, é projetada uma apresentação sobre o observatório. Ao parar, você ouve "Welome to Top of the Rock". Sem contar que dá pra ver toda a engenharia funcionando. E é muito rápido!

Depois de sair do elevador, você pode subir ainda mais três andares. O topo fica no 70th andar e você consegue ver tudo bem melhor. Os três anteriores são cercados por placas de vidro. Não atrapalham, mas nada se compara a estar no topo! E em todos eles há binóculos que podem ser usados para ver melhor toda a vista.

Nestes andares o pessoal vai se posicionando em volta, tentando encontrar o melhor lugar para fotografar a cidade. A vista é linda! você consegue ter uma visão de 360 graus de NY, se andar por toda a volta, contornando os andares.

Depois de muito fotografar, nos acomodamos em um canto e ficamos ali esperando o pôr do sol. Como já era bem final de inverno, o espetáculo só começou a acontecer por volta das 6 pm. Ou seja, ficamos praticamente 1 hora perambulando por ali, conversando, fotografando, e sem se dar conta de que o tempo estava correndo.

A transição de cores no céu, e as primeiras luzes se acendendo lá embaixo, são acontecimentos indescritíveis! Muita coisa passa pela sua cabeça e você chega a acreditar que aquilo talvez não esteja acontecendo de verdade. Mas está! É surreal.

Não há muitos detalhes a serem contados, nem muito o que fazer lá em cima a não ser fica boba com a paisagem e não querer sair dali nunca mais! Vale a pena, sim, subir no topo do Rockefeller Center. É programa de turista, e quem não gosta? Eu iria outra vez com certeza! ;)

Oi, sou intercambista!



As amigas! :D



Foi sem querer que a pose deu certo! lol

Estátua da Liberdade

Binóculo e Empire State Building


Looking through the glass(es)! rs

E as luzes se acendendo...





E então, anoiteceu...

15 de mar de 2012

NY #2 - 9/11 Memorial

Continuando a trip por NYC, hoje vou falar sobre como foi visitar o 9/11 Memorial, no World Trade Center.

South Pool, e museu ao fundo.
Para entrar no memorial, você precisa comprar o ticket com antecedência. Na verdade, você faz uma doação, iniciando em $10, e tem o passe para visitar o memorial. É só ir no site e fazer tudo online.

No ticket há uma lista das linhas de metro que vão até o WTC, mas na linha Azul é só pegar o trem E, que o destino final dele é lá. Demora um pouco para passar, mas não tem como errar!

Chegando lá, é claro que tem fila para entrar! Essa fila segue para o detector de metais que, diferente do aeroporto, você não precisa tirar os sapatos! A segurança ali é bem rígida. Aliás, a segurança como um todo, por aqui, é sempre rígida. No aeroporto, por exemplo, fui revistada uma vez porque usava um sutiã de bojo "bolha", e o raio-x acusou que poderia haver algo ali. Resquícios do atentato, bebê!

Depois de passar por toda a fila, você entra no memorial e ali é um lugar aberto, bem grande, onde você pode ver as piscinas que foram construídas no local das torres gêmeas, os novos prédios ainda em construção, e também o museu (estava fechado).

Na volta toda das piscinas estão escritos os nomes das vítimas e dos heróis que fizeram parte deste episódio da história americana. É muito estranho ler os nomes, dá a impressão que você vai encontrar o de alguém conhecido.

Nomes e uma silenciosa homenagem.
As pessoas postam-se em volta das piscinas e ficam ali, silenciosas. Pode fotografar, mas na verdade não há muito o que ser registrado. Também dá para tocar na água, por baixo da barra com os nomes, e algumas pessoas estavam fazendo isso.

Faz pose de turista!
Esse foi o lugar onde mais fiquei pensando em como a vida é frágil, mas ao mesmo tempo as pessoas são fortes, se unidas. Ao andar pela rua, antes de chegar na fila, é impossível não rever, imaginariamente, todo o caos. Parecia que a qualquer momento as ruas seriam tomadas pela poeira, barulho de sirene e gente correndo. Sim, eu sei que sou dramática. Sou também professora de Literatura, que outras análises eu poderia fazer? ;)

Lá dentro, fiquei alguns minutos olhando os nomes e ouvindo o barulho da água. Ao mesmo tempo em que se ouve um barulho bastante alto, também há uma sensação de silêncio, de vazio. Mesmo com todos os ruídos da construção dos novos prédios, ainda paira um silêncio mórbido. É uma sensação muito estranha!

North Pool
Saindo do memorial, tem uma loja onde você encontra souvenirs temáticos. Camisetas, canecas, cartões postais, a bandeira americana feita com os nomes das vítimas e herois (Honor Flag). Comprei a caneca porque coleciono, e também porque amei a frase escrita. Admiro muito o patriotismo e a força do povo americano. 

"In darkness we shine. Brightest."
Vale a pena pra matar a curiosidade! ;)

14 de mar de 2012

NY #1 - Times Square e afins

Neste último final de semana, 10 e 11 de Março, fui para NYC com as amigas, Marion (França) e Nicole (Alemanha), para aproveitarmos nosso tempo livre. A princípio, eu ia fazer um texto só, contando tudo. Porém, aconteceu tanta coisa, que resolvi dividir em partes.

Times Square
Pra começar, vou falar das nossas andanças, principalmente pela Times Square. Depois conto como foi o Rockefeller Center, o 9/11 Memorial e o Madame Tussauds, cada um em um post. Acho que fica menos cansativo para ler.

Antes de contar qualquer coisa, vou deixar aqui um compilado com os vídeos que fiz nos dois dias. Caso não queira ler o restante do post, já fica aqui um resumo em vídeo. Que tal?



Alugamos um quarto de hotel na 43rd St, uma quadra de distância da Times Square (42nd St). Bem simples, nada de luxo, sem direito a refeição nenhuma, mas bem confortável. Iríamos passar somente uma noite, então não precisávamos de mais que um lugar para tomar banho e dormir.

Também já havíamos comprado as passagens de ônibus (Megabus), e os tickets para o 9/11 Memorial e o Top of the Rock. No sábado saímos cedinho, e a host mom da Marion nos levou até a Union Station, em DC, de onde também saem os ônibus para diversas cidades. Nosso ônibus saiu às 8:00 e chegamos em NY por volta das 12:00. Descemos entre a 7th Ave e a 28th St, onde o ônibus geralmente para. Na volta, eles mudam constantemente o endereço de onde saem, mas isso é informado já na hora da compra da passagem e não altera posteriormente.

Andamos até o hotel, fizemos o check-in, deixamos as mochilas e corremos pro metro, pra ir até o WTC pra ver o memorial. Saindo de lá, voltamos de metro, mas fomos direto para o Rockefeller Center. A intenção era ver o pôr do sol lá de cima! E vimos, foi lindo!

Perambulamos mais um pouco, voltamos andando para o hotel. Tomamos banho e nos arrumamos para sair jantar. Andamos mais um pouco, agora só pela Times Square, procuramos souvenirs e rumamos para o Planet Hollywood. Lá, jantamos, bebemos (e eu comprei um copo de cerveja, pra trazer de lembrança), conversamos, conhecemos mais duas alemãs.

Hello, Times Square!

Em NY também tem pedinte!
Aliás, a maior parte do nosso tempo foi gasto andando pela Times Square, porque estávamos hospedadas perto, e também porque é ali onde estão as lojas mais chamativas!

Sobre o jantar no Planet Hollywood, foi tudo ótimo! Já havia ouvido alguns comentários negativos sobre o atendimento, mas eu não posso reclamar. O garçom foi super gentil, e quando viu que cada uma tinha uma ID diferente (eu levei a Driver's License, e a Marion o passaporte Francês), perguntou como nos conhecemos. Sempre que dizemos que somos Au Pairs, as pessoas comentam que conhecem outras, que somos corajosas, que isso, aquilo. Enfim, é sempre muito bom!

Faz pose de intercambista!

Foto com a bandeira americana, segurando o copo da Starbucks. Por quê não?
No domingo, começamos nossa caminhada não muito cedo. Fizemos check-out no hotel às 10:00, mas ainda deixamos as mochilas por lá. Como havíamos decidido que iríamos ao Madame Tussauds, também compramos nossos tickets ali mesmo. E lá fomos nós tomar café da manhã na Starbucks e sentar na arquibancada da Times Square para dar bom dia à cidade que não dorme! ;)

Yellow Cabs
Andando sem rumo pela Times Square, eis que encontro meu ídolo: Buzz Lightyear! Achem brega ou não, fui lá pagar o mico de tirar foto! haha Ah, sem esquecer de dar "tip"! Depois disso, rumamos para o Madame Tusauds, empolgadas, afinal veríamos mais de 200 estátuas de cera. Uau! ;)

"To infinity, and beyond!"
Andando mais um pouco, depois do museu, quem encontramos? Naked Cowboy! Isso porque no sábado eu perguntei à Marion se ela sabia se ele ainda andava pela Times Square. Coincidência? Enfim, o bicho é uma figura! Sempre tira duas fotos: uma de frente, e outra de costas. Na hora de tirar a segunda foto, ele falou alguma coisa no meu ouvido, com a maior voz de Sawyer cerrando os dentes, mas eu estava tão eufórica com a bagunça e rindo tanto, que não entendi uma palavra sequer! hahaha Posso ter levado o chaveco mais safado da minha vida, e não percebi! lol

"C'mon, baby, hands in my boobies!" foi o que eu ouvi. =S

E nem uma palavra sequer foi compreendida! lol
Depois de muito andar (depois do Madame Tussauds nos separamos e passei o resto do dia com a Marion). Chamei ela pra ir até o The Museum of Modern Art (MoMA), porque eu queria ver se havia lojas do museu, mas no fim acabamos encontrando a famosa escultura "Love" e deixamos o MoMA de lado!

What is love?
Nos divertimos muitos! Marion tem sido uma ótima companhia, a amiga pra tirar foto engraçada, pra andar sem cansar, pra gostar das mesmas coisas.

Tiramos muitas, muitas, muitas fotos! E é claro que não postarei todas no blog. Certamente mandarei imprimir, e farei um álbum gigante, pra guardar como nos velhos tempos.

Voltando à saga de NY, voltamos ao hotel por volta das 16:00 para encontrar a Nicole. Compramos algo para comer na viagem de volta, e partimos para esperar o ônibus. Conseguimos chegar com a fila ainda começando a se formar, e conseguimos sentar nos primeiros bancos no segundo andar. Viemos conversando boa parte do trajeto, até que fomos vencidas pelo cansaço.

Chgamos na Union Station, em DC, por volta de 22:00. Pegamos o metro até West Falls Church, e de lá um táxi para nossas casas. Finalmente em casa, aproximadamente meia noite, foi hora de descansar e voltar à realidade.

Caneca do 9/11 Memorial, copo do Planet Hollywood,
e fotos do Madame Tussauds e do Top of The Rock.
Já posso querer outro final de semana em NY? E mais outro? E outro? ;)